CARREGANDO...

SUSTENTABILIDADE

Ser sustentável para a CSP é: Fazer o certo, certo, da maneira certa!

Desde sua chegada ao Estado do Ceará, no ano de 2008, o cuidado com a preservação ambiental e o respeito à população local são marcas da atuação da Companhia Siderúrgica do Pecém. Foi pensando nisso que, ao longo dos anos de 2011 e 2012, a área de Sustentabilidade realizou diversos trabalhos e estudos que definem a estratégia da empresa neste campo. Aqui, contamos um pouco dessa história, que ainda está em seus primeiros capítulos.

Preparando o terreno

A primeira fase para a implantação da CSP foi marcada por estudos ambientais quando ocorreu a identificação da fauna e da flora nos 980 hectares do Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP) onde está sendo construída a usina. Esse minucioso trabalho possibilitou aos investidores (Vale, Dongkuk e Posco) conhecer detalhadamente quais as espécies nativas existentes no local, com vistas à preservação. 

Depois de realizados diagnósticos, em 2009 o empreendimento entrou na segunda etapa deste processo com o resgate dos animais, bem como da coleta e do beneficiamento de sementes na área da Companhia. Os animais encontrados no local da siderúrgica foram remanejados para a Estação Ecológica do Pecém, que oferece as mesmas condições de habitat em que eles se encontravam, e as espécies florestais em extinção, endêmicas ou raras passaram a formar um banco vivo de germoplasma, evitando assim o seu desaparecimento da região. 

Em paralelo, a CSP se preocupou ainda também em realizar um levantamento histórico e cultural em sua área de construção. Todo o material arqueológico resgatado foi submetido a um tratamento preliminar no laboratório de Arqueologia da Universidade Federal de Pernambuco, através de apoio institucional ao projeto da siderúrgica. Esse acervo, sob a responsabilidade da UFPE, poderá vir a ser utilizado para pesquisas finais de análise refinada ou comparativa com outros sítios.

Os desafios da Implantação Sustentável

A joint-venture realiza relevantes ações de sustentabilidade durante, as quais serão contínuas ao longo de toda sua atuação. Exemplo disso é o desenvolvimento de um modelo de sistema de gestão que integra responsabilidade social, meio ambiente e segurança do trabalho, dentro do que preconizam as normas ISO adotadas no Brasil. Visando evitar os impactos ambientais na fase de operação, a siderúrgica está destinando R$ 1 bilhão do investimento total do projeto em equipamentos de controle ambiental.

Cumprindo rigorosamente a legislação do país para obtenção do Licenciamento Ambiental, em 2008 a CSP conquistou a Licença Prévia e em 2009 recebeu duas Licenças de Instalação, que foram renovadas em 2013 e que possuem validade até 2015.

Com a certeza de que ser sustentável é fazer o certo, certo e do jeito certo, a CSP entende ainda que só exista crescimento econômico quando ele é acompanhado por melhoria da qualidade de vida da comunidade, aumento da oferta de serviços públicos de qualidade, geração de emprego e renda para a população local.  E para que isso se torne real, a Companhia Siderúrgica do Pecém reconhece seu papel e acredita que, somente com a união de todos - comunidades e lideranças locais, setor privado e entidades de classe, poder público municipal, estadual – é possível construir um futuro cada vez melhor para o Estado e, conseqüentemente, para o Brasil.


Conheça mais sobre o nosso trabalho